Sentença Judicial para o Fechamento do Centro de Quimioterapia Ambulatorial da Unimed Publicada no dia 14/02/2011 - Carta aos Colegas


Campinas, 14 de Fevereiro de 2011

Caros (as) colegas

O que seria de nós se não fossem os amigos a nos ajudar a superar dificuldades e ficar do nosso lado nas horas difíceis em que poucos continuam acreditando em nosso trabalho? O ano recém terminado foi, do ponto de vista profissional e também pessoal, muito difícil para nós oncologistas de Campinas, que sempre pautamos nossa vida por trabalho sério, por dignidade e respeito profissional além do cuidado extremo com nossos pacientes e relacionamento com os colegas. Fomos insidiosamente e depois frontalmente alvo de difamações, intrigas, absurdas fofocas e profundo desrespeito a ética, pessoal e médica.

Mas os amigos reais existem, aqueles que sempre conviveram conosco e acreditaram na nossa seriedade e mantiveram o apoio incondicional nesses tempos difíceis. Fomos conseguindo vencer as barreiras e batalhas, algumas ilógicas e ridículas, fruto de mentalidades absolutamente desprovidas de qualquer sentimento humanista, tais os absurdos que vimos presenciando no nosso dia-a-dia.

Também a Justiça se fez presente e vem cumprindo a risca o seu papel, conseguindo enxergar as dificuldades crescentes dos pacientes e dos próprios médicos, tolhidos nos seus mais básicos direitos e abrindo caminho para vitórias sem precedentes, garantindo a todos os que a procuram o exercício do direito individual e coletivo. No dia 14 de janeiro último foi julgada e considerada parcialmente procedente a ação para fechamento do serviço próprio de quimioterapia da Unimed, o CQA, e publicada no dia de hoje, 14 de fevereiro, de onde destacamos alguns trechos, já que a ação é pública: “Respeitado o nobre entendimento esposado na decisão do processo 2658/08, que tramitou na 2a. Vara Cível, não há autorização estatutária para criação de serviço próprio e não há, de igual forma, autorização estatutária para criação de filial. Por essa razão, a autorização deveria ser dada pela Assembléia Extraordinária. De qualquer forma, conforme suficientemente explanado, não houve ao menos autorização da Assembléia Ordinária. É importante frisar que em relação às questões de saúde, a redução de custos não é o fim único a ser perseguido. Vários são os processos ajuizados nesta comarca por consumidores que aderiram aos planos da ré e se vêem obrigados a realizar seus tratamentos sem acompanhamento do médico de confiança em momento tão delicado na vida. De forma que a porcentagem de satisfação indicada na contestação não confere com a realidade sentida nas reclamações nestes diversos processos.......Diante do exposto, JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE a ação para declarar nula a constituição da Filial destinada a explorar serviço próprio de quimioterapia com consequente encerramento de suas atividades.”

Portanto vimos a público dizer o nosso MUITO OBRIGADO pelo apoio e pelo reconhecimento de quem exerce a profissão com dignidade, trabalho árduo, atualização científica constante e respeito as pessoas, independente da profissão ou classe social.

As nossas batalhas seguirão até que a guerra seja vencida. Nós da Oncocamp continuamos nossa rotina de atendimento diário, nossas reuniões científicas todas as 3as. e 5as. feiras, que acontecem há mais de 20 anos, sempre abertas a todos que queiram discutir casos ou simplesmente participar. E após as 18 horas, finais de semana e feriados, sempre continuarão encontrando um de nós no nosso celular de plantão caso necessitem dos nossos serviços.

Um grande abraço e mais uma vez OBRIGADO pelo apoio.

Oncologistas e hematologista* da Oncocamp

Alice Helena R. Garcia CRM 39.756

Edra D. P. Oliveira CRM 77.099

Gislaine Borba Oliveira CRM 77.416 *

Guilherme Leal Redi CRM 99.596

Juvenal Antunes Oliveira Filho CRM 21.661

Otavio Martucci CRM 105.344

Susana Ramalho CRM118.897

© Copyright 2011 - ONCOCAMP - Clinica de Oncologia Diag.e Terap. SC Ltda. - Rua Pe. Joaquim Gomes, 149 - Jd. Guanabara - Campinas - SP